Pular para o conteúdo principal

[DESBRAVANDO] Desafio Parque Nacional de Ubajara 2019

238 atletas cruzaram a linha de chegada na 1ª edição do Desafio Parque Nacional de Ubajara/CE, prova realizada no dia 17/08/2019
6K = 109 (F-60/M-49) / 12K = 49 (F-24/M-25) / 25K = 51 (F-13/M-38) / 50K = 29 (F-6/M-23)
*Feminino/Masculino
Resultado oficial - Cronoteam

[INSCRIÇÃO] Online e em lotes, de R$ 50 a R$ 350 de acordo com o percurso.
[KIT] Saco de juta, camiseta poliamida com opção de tamanho (unissex), café solúvel e número de peito com chip. Como sugestão, seria interessante disponibilizar uma pulseira de acesso ao parque no fim de semana da prova.
[ENTREGA DO KIT] Realizada de forma tranquila e rápida. Excelente recepção da Wine, Daiane e Rinaldo (Cronoteam). Encontrei os Gigantes do Bem, galera referência nas trilhas, Drica (liderança dos Caçadores de Trilha THE), Ernesto (organizador de corridas no cenário Trail Running no Piauí, recomendo desbravar provas desse cidadão), Giurdan, Enoch, Louro e Aglaís, Edilberto e a Dany Sipriano com a sua filhota e minha "eleitora" Duda. 
[CONGRESSO TÉCNICO] Com algumas informações disponíveis no regulamento, não vi necessidade em participar. Na entrega do kit foi informado o horário e o novo local da largada.
[HIDRATAÇÃO] 5 postos com água em temperatura ambiente, disponíveis em garrafões de 20 L. O atleta tinha que realizar o abastecimento. Confesso que uma água geladinha faz toda a diferença.
[SUPLEMENTAÇÃO] A organização não disponibilizou NADA. Seria interessante, como exemplo a oferta de rapadura e biscoito salgado, itens que cabem no orçamento e garantem energia.
[PERCURSO] Asfalto, estrada de terra, calçamento irregular, pedras, passagem molhada e trilhas. No script 25 km, mas no GPS 31 km. Na minha humilde opinião, descaso total, erro grotesco e inadmissível, pois o percurso foi feito por pessoas que se vangloriam em ter "expertise" no assunto. Um staff ou uma placa com o aviso retorno não teria gerado nenhum prejuízo aos participantes. Por volta do km 13, estrada de terra, passou um caminhão da COELCE levantando poeira. O motorista ainda tentou reduzir a velocidade quando nos avistou, mas nos deu um "banho" da cabeça aos pés.
[BALIZAMENTO] Inexistente. Em vários trechos, dividimos o espaço com caminhões, ônibus, carros, motos, bicicletas e carroças.
[SINALIZAÇÃO] Em alguns trechos gerou dúvidas, pois estavam bem distantes uma das outras. 
[STAFFS] Poucos, mas muito educados e solícitos. Conversei com a maioria e concluí que não houve uma reunião com orientações gerais e específicas sobre o evento.
[SUPORTE EMERGENCIAL] No percurso não tinha nenhum socorrista. O fato gerou total insatisfação e demonstrou o descaso com a preservação e cuidado com a integridade física e saúde do participante. Ato irresponsável por parte da organização. Na chegada havia duas ambulâncias, mas em caso de emergência, socorristas espalhados no percurso seriam fundamentais.
[FOTOS] Somente da largada e da chegada. Nenhum fotógrafo no percurso para realizar aquele registro de capa de revista trail.
[CHEGADA] Medalha simples, água e isotônico gelados.
[NOTA] 2,0 para a prova de "25 km", o relato é sobre a opção de percurso que participei, e 10 para o belíssimo Parque Nacional de Ubajara. O Desafio conseguiu superar a desastrosa PPR Trail Run, até então, a pior prova em termos de organização que já havia participado no cenário de trilhas.

Existe uma estratégia para a logística da prova por parte do atleta nos quesitos hidratação e suplementação, consequentemente, qualquer erro no percurso e descaso com o que está previamente estabelecido no regulamento podem acarretar na desestruturação do seu planejamento e treinamento. Quilômetros a mais geram uma falsa sensação de superação, pois o desgaste desnecessário e a falta de suplementação podem gerar prejuízos imensuráveis com a sua saúde. Reflita sobre o assunto!

Por Jéfferson Malveira, Prefeito do CORREFOR.
Partiu largada. Célio CQB e Malveirão CORREFOR. Foto: Julynara Frota.

Comentários